Chafariz da aldeia




Lisboa, Agosto de 2017

A Aldeia dos Macacos, no Jardim Zoológico de Lisboa, foi idealizada pelo arquitecto Raul Lino e inaugurada em Maio de 1927. Tem tudo o que o ideário da época preconizava para uma aldeia romântica, a que não faltava o poço, com a bilha de barro, e o chafariz, ao lado do Hotel da Barafunda, do Casal do Mono, da Adega do Simão e da torre do pombal, cujos habitantes adornavam os beirais das casas portuguesas. Aqui, numa fotografia dos anos 30:



Não encontro imagens da época que retratem o chafariz. A mais antiga que tenho data de 2006, quando ainda ostentava uma latada, que manteve, pelo menos, até 2013, segundo se pode ver na Internet (2009, 2011, 2013).




Maio de 2006

Em 2016, já o encontrei semi-destruído, e assim se manteve este Verão. De resto, o poço perdeu a bilha, o hotel fechou ao público e a adega já só serve no exterior, porque as entradas estão, há muito tempo, emparedadas, e as casas são meramente decorativas. Os macacos estão mais interessados na sombra e nas zonas de alimentação, mas os miúdos ainda se deliciam com a aldeia, sobretudo os mais velhos, bem mais velhos.




Abril de 2016

Tinta de água (6)


Parque das Nações, Lisboa, Novembro de 2017

Redhead




Portalegre, Novembro de 2017

O Banksy da Brandoa


Brandoa, Amadora, Novembro de 2017

Não está tão bem conseguido como este:



Ou mesmo este:


(Obras de estêncil atribuídas a Banksy)

Mas vale pela intenção. O artista não pode chegar a todo o lado.

#TBT: Los Barruecos, 2006








Malpartida de Cáceres (Cáceres, Espanha), Janeiro de 2006

Da primeira vez que estive em Cáceres, creio que em 2000, passámos, no regresso, por Malpartida, para visitar o Museu Vostell. E visitámos, e gostámos, mas não tenho provas fotográficas que o documentem.
Da segunda vez, passei novamente, no regresso a Portugal, mas encontrámos o museu fechado, por causa da quadra festiva. De qualquer forma, aproveitámos para visitar os barrocos, que tanto fascinaram o artista, foram classificados como Monumento Natural e serviram como cenário de campo de batalha à Guerra dos Tronos.


Vista exterior do Museu Vostell

Estação espacial


Gare do Oriente, Lisboa, Novembro de 2017

Tinta de água (5)






Parque das Nações, Lisboa, Novembro de 2017

A menina dos pombos


Paris (França), Junho de 2005

A quarta pessoa


Amadora, Novembro de 2017

Consegui, finalmente, encontrar a última obra que me faltava do evento "Conversas na Rua 2017": um enorme Fernando Pessoa, por Sérgio Odeith, que vem juntar-se, na mesma vizinhança, a Carlos Paredes, Amália Rodrigues e Zeca Afonso.







Foi adaptado desta fotografia do poeta, em Lisboa: